terça-feira, 29 de junho de 2010

Curiosidade odontológica: Os egípcios já usavam pasta para os dentes!

Curiosidade odontológica






Egípcios usavam pasta de dentes há 2.400 anos



Uma fórmula egípcia de pasta de dente, que data do século 4 a.C., foi recentemente encontrada em uma coleção de papiros da Biblioteca Nacional de Viena, Áustria.


Os ingredientes incluem sal, menta, pimenta e flor íris seca. Segundo o dentista Heinz Neuman, "ninguém sabia que uma fórmula de pasta dental avançada existisse na antiguidade", disse ao jornal "London Daily Telegraph".

Até então, a receita mais antiga foi encontrada em correspondências entre monastérios trocadas no século 4. A primeira pasta dental comercializada surgiu em 1873. Antes dessa data, as pessoas limpavam os dentes com uma mistura de sabão e água salgada.

História - Segundo Maria Devanir Figlioli, professora adjunta de orientação profissional do Departamento de Odontologia Social da Faculdade de Odontologia de Araraquara, a escova dentária em sua forma primitiva é conhecida há séculos.


Na África, na Índia e na América Latina foram utilizados ramos de arbustos com aproximadamente 20 centímetros de comprimento que eram mastigados, convertendo-se em pincéis utilizados como escovas.


A odontologia deve muito à descoberta do Ebers papyrus transcrito em 1550 a.C. e que trás 811 receitas para a conservação dos dentes.


O papiro é o mais completo e importante dos receituários conhecidos e depois suas conhecimentos foram incorporados à farmacopéia helênica .


Os detergentes dentais então seguiam matérias-primas cuja eficiência era conhecida e outras desconhecidas, como sal comum e gordura.


Para tirar a dor e conservar os dentes, os antigos utilizavam-se de substâncias estranhas e repugnantes como o sêmen de homens e animais, leite de mulher e excrementos humanos e animais.



Fontes:

A Vida é Agora

A Vida é Agora

Dizem que a vida é curta, mas não é verdade.
A vida é longa para quem consegue viver pequenas felicidades.
E essa tal felicidade anda por aí, disfarçada, como uma criança tranquila brincando de esconde-esconde.
Infelizmente às vezes não percebemos isso e passamos nossa existência colecionando "nãos":

- a viagem que não fizemos,

- o presente que não demos,

- a festa à qual não fomos,

- o amor que não vivemos,

- o perfume que não sentimos.

A vida é mais emocionante quando se é ator e não espectador, quando se é piloto e não passageiro, pássaro e não paisagem, cavaleiro e não montaria.
E como ela é feita de instantes, não pode e nem deve ser medida em anos ou meses, mas em minutos e segundos.
Esta mensagem é um tributo ao tempo. Tanto àquele que você soube aproveitar no passado quanto àquele que você não vai desperdiçar no futuro. Porque a vida é agora!!!
Talvez eu tenha os melhores amigos.... a melhor família... quem sabe?! A vida às vezes é toda planejada e no final vimos que deu tudo errado.... ou não se planeja nada e no final simplesmente é perfeito...
A vida é cheia de surpresas e temos de estar preparados para todas... sempre sorria não mostre agonia e aflição isso só irá piorar...
Já te disseram que você é belo ou bela???
Não???
Se olhe no espelho...
você sempre terá algo encantador...
Não fale mal de alguém sem antes conhecer a pessoa...
Você estará julgando em falso testemunho...
A vida é tão linda....
Você tem um pequeno intervalo nela então viva cada momento...
Aproveite cada instante...
Viva suas fantasias mais banais...
Só não esqueça que suas atitudes vão demonstrar quem você é....
Não tente ser aquilo que não pode...
Não mude pelos outros... e se ainda der tempo de fazer tudo isso perceberá que a VIDA É BELA e que a única coisa que nos resta é ser FELIZ!
Albino Rocha da Silva
Recebi esse texto por e-mail e resolvi compartilhar com todos!

domingo, 27 de junho de 2010

Filme: " Osama"







OSAMA


Sinopse: Uma menina de 12 anos, sua mãe e um garoto do vilarejo quase não sobrevivem a uma pacífica passeata organizada por mulheres oprimidas pelo regime Talibã, que termina brutalmente. Após testemunhar um tratamento tão desumano, a mãe se dá conta de seu próprio calvário, enquanto ela e sua filha tentam manterem-se vivas. Com a morte do pai e do irmão da jovem menina, elas têm que encontrar um meio de sobrevivência mantendo isso em segredo do rígido Talibã, que ordena que nenhuma mulher trabalhe ou mesmo saia de casa sem a companhia legítima de um homem.


Mãe e sua filha tomam conta de pacientes num hospital clandestino, administrado por estrangeiros. Depois de uma invasão do Talibã, o hospital é fechado, e as duas ficam sem renda alguma. Desesperada, em busca de qualquer tipo de trabalho, a mãe é obrigada a cortar os cabelos da filha e vesti-la como se fosse um garoto, para que ela possa ganhar algum dinheiro e as duas possam comer.A mãe suplica a um comerciante dono de uma mercearia que a ajude empregando a menina em sua loja, pois ele havia conhecido seu marido.


Ele concorda e tenta proteger a menina, agora disfarçada em menino, e a ensina a ser mais convincente. Numa certa tarde, a polícia religiosa do Talibã obriga todos os homens a irem à mesquita para orar. A menina, que desconhecia a forma como os homens praticavam sua fé, comete diversos erros e levanta a suspeita de um dos oficiais do Talibã, que está inspecionando o ritual. Ele se aproxima do comerciante e da menina depois das orações e os interroga. A menina é tomada de pavor, mas o comerciante consegue dissipar as desconfianças do oficial.


No dia seguinte todos os garotos da vila são levados a levados a uma Madrassa, um tipo de escola religiosa, que também serve como centro de treinamento militar do Talibã.Passando a freqüentar a escola, a masculinidade da menina é constantemente posta em discussão. Um jovem que pede esmolas na primeira cena do filme, sabendo do segredo da menina, intercede a seu favor e a protege, endossando a sua verdadeira identidade, declarando que seu nome é Osama.


Depois de crescentes suspeitas entre os estudantes e os instrutores do Talibã, a menina é punida por não ser capaz de finalizar uma tarefa e provar sua masculinidade. No final, suas características físicas a delatam, revelando sua verdadeira identidade.


Como resultado de sua mentira imperdoável, ela é levada a julgamento perante a corte do Talibã e sentenciada a casar-se com um velho Mulá. Ao chegar em sua casa, a menina desmascarada descobre que ele tem outras três esposas e é forçada a juntar-se a elas, em seu miserável mundo.



Título Original: Osama
Gênero: Drama
Origem/Ano: AFE-URL-JAP/2003
Duração: 82 min
Direção: Siddiq Barmak


Comece o dia a pensar...


Comece o dia a pensar...



Um dia quando acordar pense antes de fazer algo, seja o que for, mas pare mesmo que seja por alguns poucos segundos, sobre o que você quer. O que você queira para a sua vida, para o seu dia. No despertar de um novo dia, é sempre uma renovação e um momento único para refletir. Sei que às vezes não estamos tão dispostos a ficar pensando em nós mesmos e ainda mais, sobre algo que nos faz refletir e ainda pela manhã quando mal acordamos. Nós seres humanos não gostamos de ficar ali, no canto da cama, sentado e antes de iniciar um dia movimentado, ficar parado e olhando para o vazio. Sei que isso não é fácil e incomoda, mas pare e tente. O vazio mostrará não ser tão vazio como você pensa!

Pode começar simplesmente por algo que lhe traga alegria, como por exemplo, imaginar você onde mais gosta de estar, seja ao lado de sua família, alguém que você ame muito ou mesmo, que sinta bem em estar com alguém. Pode pensar nos seus filhos, no seu trabalho, na bicicleta guardada e que você há muito tempo não a usa, na grama do jardim que talvez precise ser aparada, no carro que precisa ser lavado ou mesmo você fazendo uma viagem dos seus sonhos. Mas, o mais importante é pensar, é começar o dia alevantando energia e pensamentos para um dia melhor.

Todos sabem o valor e o poder dos pensamentos, por isso não menospreze e muito menos finja que não entende, porque todo mundo sabe que você pensa e tem suas próprias opiniões, talvez às vezes você não as mostre, mas você tem. Por isso lhe convido a usar um pouco do seu tempo para você mesmo, a usar o seu dom de elucidar momentos e contagiar seu corpo e mente de uma profunda evocação por algo que lhe faz bem.

Você já deve ter experimentado o quanto é bom saborear um delicioso sorvete de chocolate com calda de morango ou caramelo num dia quente. Uh, como é bom! Mas experimente você saborear um gostoso copo de sorvete assim que acordar às seis da manhã. Experiente! Eu nunca gostei de sorvete a essa hora do dia e acho que você também não vai gostar, sabe por quê? Porque tem coisas que gostamos muito e, que ficam melhores ainda em determinados momentos, porque em outros não estamos preparados para vivê-los. E é assim que a vida caminha você vive cada dia após o outro. Você já parou para ver como a vida caminha? O pote de sorvete gostoso é bom quando se tem vários fatores que entrelaçam para você saboreá-lo, como o calor do dia, os amigos, a família perto, a pessoa amada ou simplesmente quando você não tem nada para fazer, mas tem a vontade. O seu corpo esta preparado para isso. A vida caminha levando você a produzir. O sabor do sorvete as seis da manhã talvez não terá um sabor agradável.

Há momentos para tudo, para repensar a nossa vida e iniciar uma mudança. Concertar os erros, ou pelo menos tentar corrigir e minimizar os estragos que nós mesmos fazemos a nós e aos outros. Nunca pense que você esta sozinho, sempre há alguém do seu lado vivendo com você suas aventuras, seus sonhos, concordando ou não com suas decisões, mas respeitam. Talvez você reconheça quem lhe estenda a mão, ou não. Por isso é importante começar o dia pensando no que você quer para o seu dia. Seja sol, chuva, nuvens e mais nuvens no céu azul que é finito, uma xicará de café quentinha e, com um pedaço de pão trazido da padaria que ainda esta quente... Mas pense! O que você emana para você e para os outros caem como luva nas suas horas diárias para favorecer seu caminho e aquecer sua alma.


E nunca esqueça que é sempre inteligente começar o dia bem.



André Ribeiro




Imagem:

sábado, 26 de junho de 2010

Imagem do dia: Ponto de ônibus em Dubai - Luxo!

Esperar um ônibus numa cabinete com ar refrigerado, conforto e luxo, alguém acharia ruim? Em Dubai, nos Emirados Árabes.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Texto: Três Partes

TRÊS PARTES

Vamos juntar três partes importantes da sua vida:

O passado, que te trouxe até aqui, o presente que te mantem aqui, e o futuro, que as vezes te arrasta daqui.
O passado, que pode ser a fonte de alguma dor agora, é a base fundamental do seu presente, mas não é essencial.Essencial é o dia de hoje, que agora chamamos de presente, e que na virada do dia, será passado.
Por isso, não se perca em filosofias complicadas, em estudos complexos dos nervos e dos sentimentos, viva o simples.


Raciocine:

Dá para refazer os passos de ontem?
Então, se descobrir que não dá, e realmente não dá, comece a caminhar na nova estrada que se abre, com uma vantagem: você pode evitar os caminhos que um dia entrou e viu que não levava a nada.Agora você já tem uma certa experiência, então, viva a possibilidade de errar menos.
Sim, vamos errar ainda, vamos dar "cabeçadas", mas, vamos acertar muito também, e quem sabe, num desses acertos, vem o amor da sua vida, a conquista do emprego tão sonhado, um novo prazer, um hobby, uma descoberta em você.
O passado é uma viagem já realizada. O presente uma escolha de bilhetes; e o futuro, o embarque ao destino escolhido. Escolha bem o seu roteiro e seja feliz!!!


Tenha Um final de semana abençoado e Fique na Paz!!


Albino Rocha da Silva

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Frases para Reflexão

A música é interpretada pela cantora Roberta Sá.

Festas Juninas





História da Festa Junina e tradições




Origem da festa junina, história, tradições, festejos, comidas típicas, quermesses, dança da quadrilha, influência francesa, portuguesa, espanhola e chinesa, as festas no Nordeste, dia de Santo Antônio, São João e São Pedro, as simpatias de casamento e crendices populares, músicas típicas da época, os balões.


Origem da Festa Junina


Existem duas explicações para o termo festa junina. A primeira explica que surgiu em função das festividades ocorrem durante o mês de junho. Outra versão diz que está festa tem origem em países católicos da Europa e, portanto, seriam em homenagem a São João. No princípio, a festa era chamada de Joanina.

De acordo com historiadores, esta festividade foi trazida para o Brasil pelos portugueses, ainda durante o período colonial (época em que o Brasil foi colonizado e governado por Portugal).
Nesta época, havia uma grande influência de elementos culturais portugueses, chineses, espanhóis e franceses. Da França veio a dança marcada, característica típica das danças nobres e que, no Brasil, influenciou muito as típicas quadrilhas. Já a tradição de soltar fogos de artifício veio da China, região de onde teria surgido a manipulação da pólvora para a fabricação de fogos. Da península Ibérica teria vindo a dança de fitas, muito comum em Portugal e na Espanha.

Todos estes elementos culturais foram, com o passar do tempo, misturando-se aos aspectos culturais dos brasileiros (indígenas, afro-brasileiros e imigrantes europeus) nas diversas regiões do país, tomando características particulares em cada uma delas.






Festas Juninas no Nordeste


Embora sejam comemoradas nos quatro cantos do Brasil, na região Nordeste as festas ganham uma grande expressão. O mês de junho é o momento de se fazer homenagens aos três santos católicos: São João, São Pedro e Santo Antônio. Como é uma região onde a seca é um problema grave, os nordestinos aproveitam as festividades para agradecer as chuvas raras na região, que servem para manter a agricultura.
Além de alegrar o povo da região, as festas representam um importante momento econômico, pois muitos turistas visitam cidades nordestinas para acompanhar os festejos. Hotéis, comércios e clubes aumentam os lucros e geram empregos nestas cidades. Embora a maioria dos visitantes seja de brasileiros, é cada vez mais comum encontrarmos turistas europeus, asiáticos e norte-americanos que chegam ao Brasil para acompanhar de perto estas festas.


Comidas típicas

Como o mês de junho é a época da colheita do milho, grande parte dos doces, bolos e salgados, relacionados às festividades, são feitos deste alimento. Pamonha, cural, milho cozido, canjica, cuzcuz, pipoca, bolo de milho são apenas alguns exemplos. Além das receitas com milho, também fazem parte do cardápio desta época: arroz doce, bolo de amendoim, bolo de pinhão, bombocado, broa de fubá, cocada, pé-de-moleque, quentão, vinho quente, batata doce e muito mais.


Tradições


As tradições fazem parte das comemorações. O mês de junho é marcado pelas fogueiras, que servem como centro para a famosa dança de quadrilhas. Os balões também compõem este cenário, embora cada vez mais raros em função das leis que proíbem esta prática, em função dos riscos de incêndio que representam.
No Nordeste, ainda é muito comum a formação dos grupos festeiros. Estes grupos ficam andando e cantando pelas ruas das cidades. Vão passando pelas casas, onde os moradores deixam nas janelas e portas uma grande quantidade de comidas e bebidas para serem degustadas pelos festeiros.
Já na região Sudeste são tradicionais a realização de quermesses. Estas festas populares são realizadas por igrejas, colégios, sindicatos e empresas. Possuem barraquinhas com comidas típicas e jogos para animar os visitantes. A dança da quadrilha, geralmente ocorre durante toda a quermesse.
Como Santo Antônio é considerado o santo casamenteiro, são comuns as simpatias para mulheres solteiras que querem se casar. No dia 13 de junho, as igrejas católicas distribuem o “pãozinho de Santo Antônio”. Diz a tradição que o pão bento deve ser colocado junto aos outros mantimentos da casa, para que nunca ocorra a falta. As mulheres que querem se casar, diz a tradição, devem comer deste pão.







Fontes:







domingo, 20 de junho de 2010

Medo de ir ao cirurgião dentista?!

Entrevista com o cirurgião dentista Alessandro Gavazzoni sobre o medo de ir ao dentista

Tv transamérica – Medo de ir ao dentista

Eu quero saber um pouquinho sobre esse medo de ir ao dentista, isso e mito, uma lenda urbana ou realmente as pessoas têm medo de ir ao dentista?

Na verdade existe sim esse medo. E algumas pessoas ou situações em que esse medo extrapola, não necessariamente o medo em si ele pode ser justificado inclusive, atualmente uma parcela menor da população, mais ainda existe sim com certeza.
No tempo dos nossos avos, quando pensavam em ir ao dentista e por que eles já estavam com muita dor era porque o caso estava sério, nos dentes, na gengiva até no maxilar, estava realmente em uma situação critica, por causa do medo do dentista e alem do mais naquela época não existiam muitos quer realmente fosse especializados nessa área, como que era isso e como que é hoje em dia?

Bom claro que o medo dos dentistas tem diversas explicações, e uma delas e justamente essa questão de quando as pessoas iam ao dentista, elas iam muito tardiamente e ao invés de fazer uns tratamentos preventivos, que na época os próprios dentistas não tinham essa consciência de prevenção, era mais um tratamento curativo e isso se tornava mais cansativo, trabalhoso e doloroso, pois, a prevenção e muito mais fácil de ser feita do que a parte de cura e quando os vis a voz e ate mesmo a origem da odontologia em si tem muita relação entre dor, e tratamento odontológico por si só. Hoje em dia com técnicas de anestesia, e novas técnicas de procedimentos mesmo, e inclusive ate materiais odontológicos produzidos a cada ano pra facilitar os procedimentos e encurtar o tempo de tratamento, que também faz com que diminua a ansiedade gerada pelo desconhecido pela duvida que a pessoa tenha sobre o que vai ser feito, e o que efetivamente o dentista passa essa informação.

Isso faz com que diminua bastante essa sensibilidade pela questão da ansiedade, também o que tem de novo no mercado existe um aparelho que acaba injetando esse anestésico com mais cuidado, e controle e como se fosse um conta gotas de certa forma, e uma anestesia eletrônica e claro que também não e só o equipamento mais sim toda uma conversa com o dentista antes de efetuar o procedimento, pra deixar a pessoa mais calma, mais tranqüila, pra evitar essa sensibilidade da pessoa.
Alem disso existem técnicas hoje em dia, mais avançadas com relação à área cirúrgica, de confecção de implantes e conseqüentemente de próteses, e um tipo de tratamento mais especifico que foge um pouco dessa área da prevenção e sim uma coisa mais curativa. E que e assim a área de atuação de um dentista, e a mínima possível porque previamente foi feito um planejamento, foi feito uma cirurgia virtual com alguns exames radiográficos, e o auxilio do computador e possível programar com uma exatidão próxima de 100% essa situação, da cirurgia, e se a gente souber previamente o que pode acontecer também e possível prever varias situações então existe esse procedimento de cirurgia virtual, a gente sabe de certas coisas que precisam ser mudadas e tal,assim depois da cirurgia o trauma será menor, o pos operatório será menos sensível, e podemos fazer um tratamento com medicamentos controlados, com medicação via oral, analgésico ou anti inflamatório e possível ter um controle maior de varias situações que depois incomodavam muitas pessoas.

Quais os procedimentos cirúrgicos ou não em que realmente o paciente sente mais dor?
Bom a questão que realmente causa dor e a questão da carie, pois quanto mais perto da raiz do dente for essa carie, faz com que aumente a sensibilidade do dente, então principalmente a carie e uma conseqüência de algum problema que causa mais dor dentro da odontologia, e se não for tratada a tempo a carie vai ser maior, vai ficar mais perto da parte viva do dente, e conseqüentemente o tratamento preventivo acaba não tendo mais eficácia na verdade a parte curativa, e isso traduz na maioria das vezes em precisar fazer o tratamento de canal no dente, que e controlado ate um certo ponto diminuir a sensibilidade nos estágios iniciais, até o dentista conseguir controlar vai causa uma sensibilidade, mais isso também varia de pessoa pra pessoa. Mais acredito que a sensibilidade por carie e muito maior do que a por a remoção de um, dois, três ou quatro dentes de uma vez.

Implantar um dente causa um processo dolorido?

Bom via a regra quanto maior a quantidade de implantes, maior a quantidade de anestésico que vai precisar ser utilizado, se for comparar a remoção de um dente com o implante de um dente, a quantidade que você vai usar de anestésico para o implante, vai ser menor do que para o implante.

Na hora de o dentista dar uma anestesia, o que e importante a pessoa lembrar pro dentista?!

Particularmente hipertensão, diabetes, qualquer problemas entre esses, principalmente não controlados, pois hipertensão e diabetes controlado, a gente encara quase como se fosse um paciente normal, mais qualquer tipo de problema sistêmico e importante passar a informação pro dentista na hora em que ele faz o questionamento medico, pois algum desses remédios que são usados pra controlar a diabetes, ou a hipertensão, pode ter alguma coisa que reaja com o sal anestésico, então isso tem que ser falado, passar o maior numero possível de informações pro dentista.

Doutor, existem pessoas que chegam no seu consultório com muito medo, em que a adrenalina sobe tanto que nem anestesia faz efeito?

Sim existe inclusive, existe até uma síndrome de nome: síndrome do jaleco branco a pessoa, só de ver um jaleco branco, seja da área que for já fica com a descarga de adrenalina endógena fica tão alta, que aumenta o batimento cardíaco, a respiração fica ofegante, e isso e importante em relação a anestesia uma dica na hora da anestesia: e a pessoa tentar respirar fundo tentar pensar em coisas agradáveis, ta na hora isso e complicado mais se a pessoa tentar e o profissional pode ajudar a pessoa , claro que 100% de controle o dentista não tem muito menos a pessoa isso e normal, mais que e possível controlar diluir esses problemas pra pessoa e possível sim, mais a pessoa ficar nervosa, por ir ao dentista e ficar nervosa por saber que vai tomar anestesia, dificulta muito pois com a pessoa mais nervosa faz com que circule mais sangue, graças aos batimentos cardíacos, fazendo com que o tempo de anestesia dure menos do que deveria e o medico não pode prever isso, e assim que o anestésico acaba e a pessoa começa a sentir dor aumenta o stress, aumenta a adrenalina aumenta a circulação, e aumenta a dor.
Então e assim o dentista aplicou a injeção de forma correta, numa quantia correta, mais por causa de uma coisa interna do paciente acaba fazendo com que não dure o tempo que deveria durar, e as vezes o medico esta em uma parte em que ele não pode parar, e infelizmente o paciente vai sentir uma dor que o medico não vai poder controlar naquele momento.


Quais as principais doenças em que o paciente chega ao consultório, com um estado avançado e muitas vezes nem tem conhecimento sobre ela?

As duas principais doenças odontológicas seriam: a carie, pois ela e considerada uma doença, pois e contagiosa. A outra seria a doença periodontal a doença da gengiva que se traduz basicamente em uma ma higienização, seja pelo motivo que for mas essa ma limpeza do local acaba acarretando a uma inflamação da gengiva, e quando a pessoa vai passar fio ou escovar as vezes sangra então ela vendo sangue para de escovar e isso e pior pois a chance de inflamar de novo e grande e também de inflamar o osso em volta, da gengiva também e esse osso inflamando ele vai ser reabsorvido pelo organismo causando o amolecimento do dente, e também a sua perda mais essa doença tem vários estágios e esse e um estado avançado já que acaba causando a perda do dente.


Obs. O texto refere-se a entrevista, esta escrito conforme o cirurgião dentista expos. Boa leitura!

Envelhecimento

E se as belas imagens originalmente criadas para uma empresa de telefonia chamada Trygdeetatens, com texto em hungaro, cheio de consoantes servisse para nos alertar sobre o tempo que voa e a gente nem percebe?

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Morre José Saramago




José Saramago fala de seu romance "As Intermitências da Morte" em palestra em SP (2005)


Saramago ganhou em 1998 o único Prêmio Nobel da Literatura em língua portuguesa. O governo anunciou dois dias de luto oficial pela morte do escritor. Um comunicado afirmou que é uma “justa homenagem” para expressar pesar pela morte do escritor.
A Fundação José Saramago confirmou em comunicado que o escritor morreu às 12h30 (horário local, 7h30 em Brasília) na residência dele em Lanzarote, onde morava desde 1993, "em consequência de uma múltipla falha orgânica, após uma prolongada doença. O escritor morreu estando acompanhado pela sua família, despedindo-se de uma forma serena e tranquila".
Nos últimos anos, o escritor foi hospitalizado várias vezes, após sofrer uma grave pneumonia no final de 2007 e início de 2008.
Saramago publicou no final de 2009 seu último romance, "Caim", obra com um olhar irônico sobre o Velho Testamento e, por isso, muito criticada pela Igreja.
Ateu e comunista, o escritor nasceu em 16 de novembro de 1922, em Azinhaga, uma aldeia ao sul de Portugal. Filho de agricultores sem terra que imigraram para Lisboa, abandonou a escola aos 12 anos para receber formação de serralheiro, um ofício que exerceria durante dois anos.
Autodidata, antes de se dedicar exclusivamente à literatura trabalhou ainda como mecânico, desenhista industrial e gerente de produção em uma editora.
Começou a atividade literária em 1947, com o romance Terra do Pecado. Voltou a publicar livro de poemas em 1966. Atuou como crítico literário em revistas e trabalhou no "Diário de Lisboa". Em 1975, tornou-se diretor-adjunto do jornal "Diário de Notícias". A partir de 1976 passou a viver de seus escritos, inicialmente como tradutor, depois como autor.
Em 1980, alcança notoriedade com o livro Levantado do Chão, considerado por críticos como seu primeiro grande romance. Memorial do Convento confirmaria esse sucesso dois anos depois.
Em 1991, publica O Evangelho Segundo Jesus Cristo, livro censurado pelo governo português -- o que leva Saramago a exilar-se em Lanzarote, onde viveu até hoje.
Entre seus outros livros estão os romances: O Ano da Morte de Ricardo Reis (1984), A Jangada de Pedra (1986), Todos os Nomes (1997), e O Homem Duplicado (2002); a peça teatral In Nomine Dei (1993) e os dois volumes de diários recolhidos nos Cadernos de Lanzarote (1994-7).
O livro Ensaio sobre a Cegueira (1995) foi transformado em filme pelo diretor brasileiro Fernando Meirelles em 2008.
A primeira biografia de Saramago, do escritor também português João Marques Lopes, foi lançada neste ano. A edição brasileira de "Saramago: uma Biografia" chegou às livrarias no mês passado, com uma tiragem de 20 mil exemplares pela editora LeYa.
Segundo o autor, Saramago chegou a pensar na hipótese de migrar para o Brasil na década de 1960.
"Em cartas a Jorge de Sena e a Nathaniel da Costa datadas de 1963, Saramago considera estes tempos em que escreveu e reuniu as poesias que fariam parte de 'Os Poemas Possíveis' como desgastantes em termos emocionais e chega mesmo a ponderar a hipótese de migrar para o Brasil. Esta informação surpreendeu-me bastante, pois não fazia a mínima ideia de que o escritor chegara a ponderar a hipótese de emigrar para o Brasil e por a mesma coincidir com o período da história brasileira em que esteve mais iminente uma transformação socialista do país", disse Lopes em entrevista à Folha. com.
Após lançamento da biografia, Saramago classificou a obra como "um trabalho honesto, sério, sem especulações gratuitas".

Nobel

Saramago ganhou o Prêmio Nobel de Literatura em outubro de 1998, aos 75 anos.
Em comunicado à época, Real Academia Sueca assim justificou a premiação: "A arte romanesca multifacetada e obstinadamente criada por Saramago, confere-lhe um alto estatuto. Em toda a sua independência, Saramago invoca a tradição que, de algum modo, no contexto atual, pode ser classificada de radical. A sua obra literária apresenta-se como uma série de projetos onde um, mais ou menos, desaprova o outro, mas onde todos representam novas tentativas de se aproximarem da realidade fugidia".


Atuação política


Saramago teve forte atuação política.

Em 1969 aderiu ao Partido Comunista, nessa época clandestino, e participou em Revolução dos Cravos de 25 de abril de 1974, no movimento que pôs fim à ditadura de Salazar.
Durante toda a vida teve relações apaixonadas e sempre controvertidas com Cuba de Fidel Castro.
Quando em 2003 aconteceu na ilha a prisão de 75 dissidentes e a execução, depois de um julgamento sumário, de três sequestradores de uma embarcação para Miami, teve uma primeira reação de moderado desacordo.
No entanto, ainda em 2003, afirmou, em uma carta pública, que "de agora em diante Cuba segue seu caminho, eu fico aqui. Cuba perdeu minha confiança e fraudou minhas ilusões".
Poucos meses depois diria ao jornal cubano "Juventud Rebelde": "Não rompi com Cuba. Continuo sendo um amigo de Cuba, mas me reservo o direito de dizer o que penso, e dizer quando entendo que devo dizê-lo".
Em 2008, Saramago saiu em defesa do escritor e poeta nicaraguense Ernesto Cardenal, marginalizado e perseguido pelo regime sandinista.
Também se remeteu contra o presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, a quem acusou de ter "má consciência" e de ser "indigno de seu próprio passado" revolucionário.
Do presidente venezuelano Hugo Chávez disse, em 2007, que ele tem "métodos (que) podem ser discutidos", apesar de afirma que "Chávez não é nenhum problema, que é um homem que ama seu povo".



Ajuda no Haiti


Saramago relançou em janeiro deste ano nova edição do livro A Jangada de Pedra, que tem toda a sua renda revertida para as vítimas do terremoto no Haiti. O relançamento da obra foi resultado da campanha "Uma balsa de pedra a caminho do Haiti", que doa integralmente os 15 euros que custará o livro (na União Europeia) ao fundo de emergência da Cruz Vermelha para ajudar o Haiti.
Em nota, Saramago havia explicado que a iniciativa é da sua fundação e só foi possível graças à "pronta generosidade das entidades envolvidas na edição do livro".

Obras publicadas


Poesias

- Os poemas possíveis, 1966- Provavelmente alegria, 1970- O ano de 1993, 1975

Crônicas
- Deste mundo e do outro, 1971- A bagagem do viajante, 1973- As opiniões que o DL teve, 1974- Os apontamentos, 1976.

Viagens
- Viagem a Portugal, 1981

Teatro
- A noite, 1979- Que farei com este livro?, 1980- A segunda vida de Francisco de Assis, 1987- In Nomine Dei, 1993- Don Giovanni ou O dissoluto absolvido, 2005.


Contos
- Objecto quase, 1978- Poética dos cinco sentidos - O ouvido, 1979- O conto da ilha desconhecida, 1997.


Romance
- Terra do pecado, 1947- Manual de pintura e caligrafia, 1977- Levantado do chão, 1980- Memorial do convento, 1982- O ano da morte de Ricardo Reis, 1984- A jangada de pedra, 1986- História do cerco de Lisboa, 1989- O Evangelho segundo Jesus Cristo, 1991- Ensaio sobre a cegueira, 1995- A bagagem do viajante, 1996- Cadernos de Lanzarote, 1997- Todos os nomes, 1997- A caverna, 2001- O homem duplicado, 2002- Ensaio sobre a lucidez, 2004- As intermitências da morte, 2005- As pequenas memórias, 2006- A Viagem do Elefante, 2008- O Caderno, 2009- Caim, 2009.

Fonte:

Livro: Ensaio Sobre a Cegueira de José Saramago


Ensaio Sobre a Cegueira (José Saramago)

"Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara."



Ensaio Sobre a Cegueira, de José Saramago, é um livro que nos faz enxergar e, muito mais do que isso, nos faz temer a própria humanidade frente a uma situação de caos. A partir de uma súbita e inexplicável epidemia de cegueira, Saramago nos guia para a desorganização e a superação dos valores mais básicos da sociedade, transformando seus personagens em animais egoístas na sua luta pela sobrevivência.

O livro já começa duro e assustador. No segundo parágrafo deparamo-nos com o grito de um personagem: "Estou cego". E a maneira como Saramago escreve, com poucos pontos, muitas vírgulas e discurso corrente, faz com que os acontecimentos passem pela mente do leitor com uma velocidade incrível: vão-se cegando vários personagens sem que possamos dar uma pausa para respirar. E quando finalmente resolvemos parar, percebemos que o autor não deu nome à cidade, não datou os acontecimentos e manteve seus personagens anônimos, conhecidos apenas como "a mulher do médico", "o homem da venda preta", "a rapariga dos óculos escuros" ou "o cão das lágrimas". Deixando este relato tão aberto à imaginação do leitor, é impossível não temermos uma verdadeira epidemia, imaginarmos como agiriam as autoridades em uma situação como essa, como o medo faria vir à tona os instintos mais escondidos dos homens.

No entanto, entre tantos cegos presos em um manicômio por ordem governamental, existe uma mulher que ainda consegue enxergar. É a esposa do médico, que faz lembrar outra personagem de Saramago: Blimunda, de Memorial do Convento. Blimunda tinha a capacidade de enxergar o interior das pessoas, mas nem por isso sentia-se afortunada, pois algumas vezes tinha que ver aquilo que não queria. Da mesma maneira, a mulher do médico é a única que pode ver as belas e horrorosas imagens descritas pelo autor, seja o lindo banho de chuva das mulheres na varanda ou os cachorros que devoram o cadáver de um homem na rua. Ela não sabe se é abençoada ou amaldiçoada por poder enxergar em uma terra de cegos.

Da mesma forma, o velho da venda preta (apesar de antes da cegueira enxergar apenas com um dos olhos) relata o que acontece do lado de fora do manicômio, através das notícias do rádio e do que via quando ainda estava do lado de fora. É ele que abre os olhos do leitor para a realidade do mundo, o caos que pode-se instalar a qualquer momento, as atitudes impensadas de quem está no poder tentando isolar o problema ao invés de estudá-lo. Regras são quebradas, pois ninguém mais vê quem está agindo errado; os mais fortes abusam do poder; e o instinto de sobrevivência vai tomando conta dos homens.

Ao final de Ensaio sobre a Cegueira, o leitor está encantado com a literatura de Saramago e assustado com a dúvida que o autor nos coloca indiretamente: É assim que os homens verdadeiramente são? É preciso cegarem-se todos para que enxerguemos a essência de cada um?

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Imagem de hoje: Fim de tarde

"...Todo fim de tarde é sempre assim. E uma saudade. Vai nascendo em mim. Se eu já nem sei mais porque. Te amei..." Mauro Motta e Robson Jorge

quarta-feira, 16 de junho de 2010

O papel da Televisão na Educação e na Construção Social da Realidade




O Papel da Televisão na Educação e na Construção Social da realidade



A televisão é hoje um dos principais epicentros culturais, educacionais e sociais quotidianos, por um lado como um elemento sedutor, simulador da realidade e de fácil comunicabilidade e, por outro, combinada com os lazeres familiares e o desempenho de tarefas domésticas.

A televisão tende a impor o seu ritmo ao conjunto da vida social. Torna-se hoje, a par dos outros media e de outras instituições mediadoras, tais como a família e a escola, como uma das principais geradoras de representações colectivas da envolvente social da sociedade. A televisão é uma autêntica janela aberta para o mundo e o meio de reafirmar os valores e os quadros de referência dos cidadãos, não só as suas representações colectivas, mas também os seus diferentes particularismos. No entanto, se é verdade que não nos diz como pensar, dá-nos cada vez mais os assuntos sobre os quais devemos pensar. Oferece-nos poderosas interpretações acerca da forma de compreendermos os acontecimentos que são seleccionados para serem notícias. A televisão, pelo poder da sua visibilidade, tem ainda uma responsabilidade acrescida na informação que disponibiliza aos seus telespectadores, e na sua formação como cidadãos. Por exemplo, os seus telejornais são diariamente a principal, ou quase exclusiva, fonte de informação para mais de três milhões de portugueses, o que por si só, é suficiente para entendermos a televisão como uma das principais fontes para a construção social da realidade. Confrontando estes valores, com os baixos índices de consumos de leitura e de bens da indústria cultural em Portugal, podemos afirmar que são também esclarecedores da importância que têm os conteúdos seleccionados para televisão (Brandão, Nuno Goulart , «Prime Time - do que falam as notícias dos telejornais», 2006, Casa das Letras).



A televisão não representa apenas o mundo em que vivemos mas também define cada vez mais o que ele é realmente, daí a sua importância como geradora de conhecimento e de produção de sentido. Por isso, defendo que a televisão e a educação não são incompatíveis pois permitem a criação de efectivos quadros de formulação de opiniões. Podemos então entender esta relação de duas maneiras possíveis: educar para o uso da televisão, através da formação de telespectadores críticos e activos e, educar através da televisão, principalmente através da emissão e selecção de conteúdos geradores de conhecimento, principalmente na televisão pública como um verdadeiro motor e promotor da indústria da cultura, ao serviço da inteligência e através de um autêntico esforço de cidadania. Neste contexto, a «audiência» não pode apenas ser vista como «share» mas sobretudo, como construtora de verdadeiros indicadores que nos permitem estudar e compreender melhor as evoluções, os estilos de vida, as tendências dominantes e as transformações culturais. Daí, a relevância do discurso dos media, pois surge como decisivo para organizar a experiência do aleatório e lhe conferir racionalidade, visto que ajuda a «formatar» a mentalidade pública, acerca dos assuntos da actualidade.

Hoje, mais do que nunca, a informação qualitativa é a condição básica para uma sociedade livre, plural e de sabedoria que assente nas reais necessidades dos cidadãos e que seja orientada para as grandes questões da vida social e da construção do acervo de conhecimentos que disponibiliza aos cidadãos possibilitando-lhes a plena integração na sociedade.


Nuno Goulart Brandão
(Professor Auxiliar INP / Investigador no Campo dos Media)




Imagens:

http://www.midiativa.tv/blog/?p=514
http://www.serfamilia.com.br/anteriores_01.html



terça-feira, 15 de junho de 2010

Música: Mérica mérica

Música interpretada por Caetano Veloso e foi trilha sonora do filme "O Quatrilho"

Vale a pena sempre ver e ouvir de novo!

Miriam Makeba

Mama Afrika in concert This clip is the end of the concert maybe later more of this wonderfull singer here together with her daugther Bongi Both are angels now ! Enjoy the Angels.

domingo, 13 de junho de 2010

Café pode ajudar a prevenir o Diabetes.




Café pode prevenir o Diabetes




Um estudo recentemente publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry traz mais evidências de que o café pode ajudar a prevenir problemas cardiovasculares. De acordo com pesquisadores japoneses, a cafeína pode ter diversos efeitos no organismo que ajudam a evitar o desenvolvimento do diabetes tipo 2.



Em testes com ratos, os cientistas da Universidade de Nagoya observaram que os animais que ingeriram café por cinco semanas apresentaram menores níveis de açúcar no sangue e melhor sensibilidade à insulina do que os roedores que ingeriram apenas água, reduzindo os riscos de diabetes. Além disso, o consumo de café foi associado a mudanças benéficas na gordura do fígado e nos níveis de citocinas inflamatórias associadas ao risco de diabetes.



Esses resultados sugerem que o café exerce um efeito supressor na hiperglicemia ao melhorar a sensibilidade à insulina, em parte, devido à redução da expressão das citocinas inflamatórias e melhora na gordura do intestino”, destacaram os autores na publicação. “A cafeína pode ser um dos compostos antidiabéticos eficazes no café”, concluíram.




Imagem: http://infinitomaizum.wordpress.com/2010/01/08/como-aumentar-o-seu-qi/



Justiça Social e Justiça Individual


Justiça Social e Justiça individual




Um povo só se torna realmente justo quando conhece, de forma clara e objetiva, o real significado da palavra justiça.

Infelizmente, o princípio de justiça ainda não é muito bem compreendido pelo povo brasileiro. Uma das causas é que, na Língua Portuguesa, a palavra justiça também é utilizada para referir-se a órgãos do Setor Judiciário, (Justiça do Trabalho, Justiça Federal, Justiça Internacional, etc...). Essa duplicidade na linguagem ajuda a confundir os cidadãos menos esclarecidos.

Já é hora de os brasileiros se conscientizarem de que a palavra justiça refere-se, antes de tudo, a um princípio de eqüidade, de igualdade proporcional; um princípio de sabedoria que deveria ser utilizado pelo Governo em todas as áreas e, principalmente, pelo Poder Judiciário.


Os brasileiros ainda não entenderam a importância sócio-econômica de se levar a sério o princípio de justiça. A maioria dos cidadãos conhece apenas duas situações: ser beneficiado ou ser prejudicado. Infelizmente, a Educação brasileira não nos ensinou a discernir estes extremos e a adotar situações intermediárias. É no ponto médio, entre o benefício e o malefício, que encontramos o que é justo para todos.

Em linhas gerais, ser justo é não oprimir nem privilegiar, não menosprezar nem endeusar, não subvalorizar e tampouco supervalorizar. Ser justo é saber dividir corretamente sem subtrair e sem adicionar (sem roubar ou subornar). Ser justo é não se apropriar de pertences alheios e dar o correto valor a cada coisa e a cada pessoa. Ser justo é estabelecer regras claras sem dar vantagem para uns e desvantagem para outros. Ser justo é encontrar o equilíbrio que satisfaz ou sacrifica, por igual, sem deixar resíduos de insatisfação que possam resultar em desforras posteriores.

A ausência de uma boa educação, nesse sentido, tem propiciado comportamentos extremistas (ora omisso, ora violento) por parte da maioria dos cidadãos. Observe que até pouco tempo a maioria dos brasileiros preferia se calar mesmo diante das inúmeras explorações do nosso dia-a-dia. O maior problema, conseqüente desse tipo de comportamento surge com o decorrer do tempo. A falta de diálogo, para se estabelecer o que é justo e correto, faz o cidadão prejudicado se cansar de ser omisso e partir pra violência (ir direto ao outro extremo). Essas reações têm acontecido até mesmo entre parentes e vizinhos. Por isso, precisamos nos reeducar. Os cristãos, em especial, precisam ensinar ao povo o que é justo e correto para que os cidadãos não se tornem omissos e saibam estabelecer o diálogo ao perceber toda e qualquer injustiça. Se cultivarmos um padrão de comportamento realmente justo, ninguém acumulará motivos para se tornar infeliz, desleal, subornável ou violento.

Em todos os casos de injustiças (profissionais, comerciais, de relacionamento etc.) a pessoa prejudicada deve primeiramente ir até a pessoa injusta lhe pedir que corrija a injustiça. Se não surtir efeito deve levar pelo menos uma outra pessoa para que também dê testemunho (reclame) daquela injustiça. Se, apesar disso, a pessoa injusta não se corrigir, aí então deve levar o caso ao conhecimento das autoridades competentes para que elas determinem a solução. É muito importante entendermos que primeiramente deve haver duas tentativas de diálogo, só depois destas tentativas é que o caso deve ser entregue às autoridades.


Por outro lado, as autoridades precisam agir de maneira totalmente imparcial (sem se inclinar para nenhum dos lados), em respeito aos ensinamentos bíblicos que ordenam que: nem mesmo para favorecer ao pobre se distorça o que é justo, e que sempre se use o mesmo padrão de peso e de medida para qualquer pessoa, seja pobre, rico, analfabeto, doutor, mendigo, autoridade, etc... A sociedade precisa entender que é a prática correta do princípio de justiça que produz a paz social viabilizando a prosperidade de forma ordeira e bem distribuída.

A esperteza, a exploração e a má fé, são técnicas ilusórias que têm vida curta e acidentada. As instituições governamentais, empresas privadas e negócios pessoais, estabelecidos com injustiças, com espertezas, com explorações e má fé, são comparáveis a construções sobre areia porque desmoronam nos dias de tempestades (crises, pragas, acidentes, novas concorrências, etc.). Mas, os negócios estabelecidos de forma justa, com justiça nos preços, nos salários, nos serviços e nos relacionamentos em geral, são comparáveis a construções sobre rocha porque permanecem de pé mesmo depois de grandes tempestades.


Portanto, precisamos abandonar a mania subdesenvolvida de gostar de levar vantagem em tudo, e cultivar a mania desenvolvida de gostar de fazer e receber justiça em tudo. Já é hora de entendermos que a vantagem que se leva hoje se transforma no prejuízo de amanhã, enquanto a justiça que se pratica hoje se transformará no lucro de amanhã.

Comportar-se de forma realmente justa, tanto na hora de dar ou de vender, quanto na hora de cobrar ou de receber, é condição primordial para um povo se tornar pacífico e bem-sucedido.




Valvim M. Dutra
Extraído do capítulo 3 do livro Renasce Brasil.


Imagem: http://www.fortium.com.br/blog/detalhar.php?id=152&idn=633


sábado, 12 de junho de 2010

Solid Potato Salad - The Ross Sisters (1944)

Este é um vídeo de 1944. Naquela época, fim da Segunda Guerra Mundial, eram muito comuns apresentações que se chamavam SISTER ACT. O nome é derivado do fato que esses grupos "teoricamente" eram constituidos de irmãs O grupo que voces verão se chama THE ROSS SISTERS, ou seja: AS IRMÃS ROSS. Elas cantam nos primeiros 60 segundos aproximadamente, uma canção normal, comum, nada extraordinária. São afinadas, agradáveis, bonitas etc. mas o que elas fazem depois... Lembrem-se que isso foi filmado há 65 anos atrás... Algumas das coisas que elas fazem no final da gravação nem hoje em dia voce vê.




http://www.youtube.com/watch_popup?v=BNR74UCidBI&feature=player_embedded

Música - Demais

Sucesso dos anos 80 na voz da Verônica Sabino cantanto "Demais", música que é versão de uma composição de John Lennon e Paul Mcartney, ao vivo no teatro Rival no RJ.

Vale a pena recordar de novo!

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Raul Seixas - As Profecias


As Profecias

Raul Seixas


Tem dias que a gente se sente
Um pouco talvez menos gente
Um dia daqueles sem graça
De chuva cair na vidraça
Um dia qualquer sem pensar
Sentindo o futuro no ar
O ar carregado, sutil
Um dia de maio ou abril
Sem qualquer amigo do lado
Sozinho em silêncio calado
Com uma pergunta na alma
Por que nesta tarde tão calma?
O tempo parece parado?
Está em qualquer profecia
Dos sábios que viram o futuro
Dos loucos que escrevem no muro
Das teias, do sonho remoto
Estouro, explosão, maremoto
A chama da guerra acesa
A fome sentada na mesa
O copo com álcool no bar
O anjo surgindo no mar
Os selos de fogo, o eclipse
Os símbolos do Apocalipse
Os séculos de Nostradamus
A fuga geral dos ciganos
Está em qualquer profecia
Que o mundo se acaba um dia
Um gosto azedo na boca
A moça que sonha, a louca
O homem que quer mas esquece
O mundo do dá ou do desce
Está em qualquer profecia
Que o mundo se acaba um dia
Sem fogo, sem sangue, sem ais
O mundo dos nossos ancestrais
Acaba sem guerra, os mortais
Sem glórias de mártir ferido
Sem o estrondo mas com gemido
Está em qualquer profecia
Que o mundo se acaba um dia
Um dia

Curiosidade: Copa do Mundo


História da Copa do Mundo


História das Copas do Mundo de Futebol, grandes decisões, histórico, Copa da Alemanha 2006, títulos e conquistas das seleção brasileira, curiosidades, Taça Jules Rimet, seleções campeãs, FIFA







História das Copas do Mundo

De quatro em quatro anos, seleções de futebol de diversos países do mundo se reúnem para disputar a Copa do Mundo de Futebol.

A competição foi criada pelo francês Jules Rimet, em 1928, após ter assumido o comando da instituição mais importante do futebol mundial: a FIFA ( Federation International Football Association).

A primeira edição da Copa do Mundo foi realizada no Uruguai em 1930. Contou com a participação de apenas 16 seleções, que foram convidadas pela FIFA, sem disputa de eliminatórias, como acontece atualmente. A seleção uruguaia sagrou-se campeã e pôde ficar, por quatro anos, com a taça Jules Rimet.

Nas duas copas seguintes (1934 e 1938) a Itália ficou com o título. Porém, entre os anos de 1942 e 1946, a competição foi suspensa em função da eclosão da Segunda Guerra Mundial.

Em 1950, o Brasil foi escolhido para sediar a Copa do Mundo. Os brasileiros ficaram entusiasmados e confiantes no título. Com uma ótima equipe, o Brasil chegou à final contra o Uruguai. A final, realizada no recém construído Maracanã (Rio de Janeiro - RJ) teve a presença de aproximadamente 200 mil espectadores. Um simples empate daria o título ao Brasil, porém a celeste olímpica uruguaia conseguiu o que parecia impossível: venceu o Brasil por 2 a 1 e tornou-se campeã. O Maracanã se calou e o choro tomou conta do país do futebol.

O Brasil sentiria o gosto de erguer a taça pela primeira vez em 1958, na copa disputada na Suécia. Neste ano, apareceu para o mundo, jogando pela seleção brasileira, aquele que seria considerado o melhor jogador de futebol de todos os tempos: Edson Arantes do Nascimento, o Pelé.

Quatro anos após a conquista na Suécia, o Brasil voltou a provar o gostinho do título. Em 1962, no Chile, a seleção brasileira conquistou pela segunda vez a taça.

Em 1970, no México, com uma equipe formada por excelentes jogadores ( Pelé, Tostão, Rivelino, Carlos Alberto Torres entre outros), o Brasil tornou-se pela terceira vez campeão do mundo ao vencer a Itália por 4 a 1. Ao tornar-se tricampeão, o Brasil ganhou o direito de ficar em definitivo com a posse da taça Jules Rimet.

Após o título de 1970, o Brasil entrou num jejum de 24 anos sem título. A conquista voltou a ocorrer em 1994, na Copa do Mundo dos Estados Unidos. Liderada pelo artilheiro Romário, nossa seleção venceu a Itália numa emocionante disputa por pênaltis. Quatro anos depois, o Brasil chegaria novamente a final, porém perderia o título para o pais anfitrião: a França.

Em 2002, na Copa do Mundo do Japão / Coréia do Sul, liderada pelo goleador Ronaldo, o Brasil sagrou-se pentacampeão ao derrotar a seleção da Alemanha por 2 a 0.

Em 2006, foi realizada a Copa do Mundo da Alemanha. A competição retornou para os gramados da Europa. O evento foi muito disputado e repleto de emoções, como sempre foi. A Itália sagrou-se campeã ao derrotar, na final, a França pelo placar de 5 a 3 nos pênaltis. No tempo normal, o jogo terminou empatado em 1 a 1.

Em 2010, pela primeira vez na história, a Copa do Mundo será realizada no continente africano. A África do Sul será a sede do evento.

Em 2014, a Copa do Mundo será realizada no Brasil. O evento retornará ao território brasileiro após 64 anos, pois foi em 1950 que ocorreu a última copa no Brasil.

Curiosidades sobre a História da Copa do Mundo de Futebol

- O recorde de gols em Copas é do francês Fontaine com 13 gols;

- O Brasil é o único país que participou de todas as Copas do Mundo;

- O Brasil é o país com mais títulos conquistados: total de cinco;

- A Itália foi quatro vezes campeã mundial. A Alemanha foi três vezes, seguida das bi-campeãs Argentina e Uruguai. Inglaterra e França possuem apenas um título cada;

- A Copa do Mundo é o segundo maior evento esportivo do planeta;

- As Copas do Mundo da França (1998) e Japão / Coréia do Sul (2002) foram as únicas que tiveram a participação de 32 seleções. A Copa do Mundo da Alemanha 2006 teve o mesmo número de seleções participantes.

Os campeões de todos os tempos

Uruguai (1930) / Itália (1934) / Itália (1938) / Uruguai (1950) / Alemanha (1954) / Brasil (1958) / Brasil ( 1962) / Inglaterra ( 1966) / Brasil (1970) / Alemanha (1974) / Argentina (1978) / Itália (1982) / Argentina (1986) / Alemanha (1990) / Brasil (1994) / França (1998) / Brasil (2002), Itália (2006).




Fonte: http://www.suapesquisa.com/educacaoesportes/historiadacopa.htm

E nesse momento de comoção mundial em detrimento a Copa do Mundo na África do Sul, possoamos torcer, festejar, vibrar juntos e gritar de alegria com a vitória. E essa vitória você pode imaginar de quem seja.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

A Estrada da Vida


A ESTRADA DA VIDA




O avanço tecnológico nos permite ver e localizar várias partes do mundo em tempo real. Podemos saber, com uma precisão quase exata quantos quilômetros faremos em determinado tempo. Isso nos dá segurança, nos permite planejar.



Todavia, a estrada da vida de cada um continua uma incógnita. Planejamos, sim, mas sem poder afirmar quantos quilômetros poderemos ainda percorrer e nem o tempo que teremos para isso. Claro, esse desconhecimento do caminho não nos impede de ir adiante. Mas, por outro lado, faz por vezes que nos esqueçamos que não temos todo o tempo do mundo e vamos adiando certas pequenas coisas, talvez nem tão importantes em si, mas que nos fariam felizes.



Alguém me disse outro dia que o sonho de uma pessoa conhecida mundialmente e que deixou o mundo cedo demais era ir à Disneyland. E essa pessoa me disse: _ por que será que nunca foi? Eu respondi que é por que essa pessoa sempre achava que teria tempo para isso e deixava para amanhã, para o ano próximo ou, quem sabe ainda, para a velhice. Velhice essa que nunca alcançou...


A vida é uma estrada e cada minuto passado é irrecuperável. Cada sonho que temos, simples ou extraordinário, é um futuro que colocamos no coração. É um pedacinho de felicidade que almejamos e que, por vezes, pensamos poder deixar de lado para as outras prioridades da vida.


É possível que estejamos deixando a verdadeira felicidade para depois, como quem guarda o melhor para o fim, sem pensar que esse fim pode vir antes do que se espera ou que o cansaço da própria vida cause desânimo. Assim, os sonhos continuam sonhos, quimeras, felicidades impossíveis, intocáveis.


E o hoje passa que nem percebemos. Dizemos que a semana correu, o mês correu, o ano correu. E nós? Permanecemos nós, carregando muitos dos nossos sonhos feito balões suspensos por uma linha, pensando que amanhã ou depois os traremos para mais perto, que poderemos tocá-los e senti-los. E nem pensamos que uma hora ou outra nossas mãos se abrem e o vento carrega a vida que não vivemos.


A estrada da vida, mesmo se na nossa frente, continua uma incógnita. Mas somos nós os passantes.



E se nosso sonho é uma flor, que a colhamos! Se é uma viagem, que a façamos com o maior prazer! Se é estar com alguém, que estendamos então nossas mãos e apressemos nossos passos!


Não sei o que virá depois da próxima curva. Mas o que sei é que antes dela, cada um deve procurar fazer-se feliz. Depois, virá o que virá...




Letícia Thompson

Imagem de hoje: Estacionamento da Volkswagens na Alemanha


quarta-feira, 9 de junho de 2010

Odontologia: Relação boca e coração

Escovar pouco os dentes aumenta risco de doenças cardíacas



Gengiva e coração

Pessoas que não escovam os dentes ao menos duas vezes por dia aumentam em 70% as chances de ter doenças cardíacas, de acordo com um estudo da University College London, publicado na última edição da revista especializada British Medical Journal.

O estudo feito nos últimos oito anos com mais de 11 mil adultos da Escócia confirmou pesquisas anteriores que associavam doenças na gengiva a problemas cardíacos.


Entupimento das artérias

Já se sabia que inflamações na boca e nas gengivas têm um papel importante no entupimento de artérias, um dos fatores que levam a doenças cardíacas.

No entanto, esta foi a primeira vez que se confirmou que a frequência da escovação tem influência no risco de doenças cardíacas.

Os participantes do estudo deram informações sobre seus hábitos de higiene oral, bem como se fumavam, faziam atividades físicas e visitas frequentes ao dentista.

Além disso, também foram coletadas amostras de sangue e informações sobre o histórico de cada paciente e de doenças cardíacas na família.


Eventos cardiovasculares

Ao todo, seis em cada dez pessoas afirmaram ir ao dentista uma vez a cada seis meses, e sete em dez afirmaram escovar os dentes duas vezes por dia.

Ao longo dos oito anos de pesquisa foram registrados 555 "eventos cardiovasculares", como infartes, dos quais 170 foram fatais.

Levando em conta fatores que aumentam o risco de doenças cardíacas, como classe social, obesidade, fumo e histórico familiar, os pesquisadores descobriram que aqueles que escovam os dentes duas vezes por dia correm menos riscos.


Higiene bucal e doenças do coração

A pesquisa foi coordenada por Richard Watt, da University College London. Ele afirma que ainda são necessários mais estudos para verificar se a relação entre higiene oral e doenças cardiovasculares é "causal ou meramente um marcador de risco".

O assessor científico da Associação Dentária Britânica, Damien Walmsley, afirmou que ainda não está claro se existe uma relação definitiva de causa e efeito entre higiene oral e doenças cardíacas.

"Qualquer que seja a posição verdadeira, pode-se dizer com certeza que se as pessoas escovarem os dentes duas vezes por dia com pasta de dente com flúor, visitar o dentista regularmente e restringir o consumo de doces à hora da refeição, vai ajudar muito a manter as gengivas e dentes em bom estado por toda a vida."




Fonte: http://www.odontologiahoje.com.br

terça-feira, 8 de junho de 2010

IBCC - Instituto Brasileiro de Controle do Câncer


IBCC - Instituto Brasileiro de Controle do Câncer


Institucional

IBCC: ampliação, qualidade e tecnologia

O ano de 2010 é um marco para o Instituto Brasileiro de Controle do Câncer (IBCC), que consolida sua fase de crescimento e conquistas com a inauguração do Centro Cirúrgico, com espaço físico privilegiado e todos os recursos tecnológicos necessários ao bom desempenho das cirurgias oncológicas. São 1.300 metros quadrados com 10 salas totalmente equipadas. Duas delas possuem recurso para instalação de câmera, permitindo a transmissão simultânea da imagem do campo cirúrgico às salas de aula do Centro de Estudos do hospital.

O IBCC também inaugura a Central de Material Esterilizado, com o que há de mais moderno e eficaz para garantir a esterilização do material e equipamento destinado às cirurgias e tratamentos dos pacientes internados.

E como Medicina e tecnologia andam de mãos dadas, o IBCC está colocando à disposição das equipes médicas e dos pacientes o Sistema de Diagnóstico PET-CT, que revela as alterações do metabolismo celular e permite a detecção precoce do câncer com o rastreamento de lesões tumorais mínimas, facilitando o planejamento do tratamento e reduzindo o número de procedimentos invasivos.

Com estas boas notícias para 2010, o IBCC também comemora os atendimentos realizados em 2009. Foram 71.134 consultas, 5.048 cirurgias e 3.955 internações. Entre os exames-diagnósticos feitos pelo hospital destacam-se 13.934 mamografias, 19.663 ultrassons e 8.809 tomografias computadorizadas. Além disso, foram realizadas 17.761 aplicações de Quimioterapia e 44.647 sessões de Radioterapia. O Sistema Único de Saúde (SUS) preenche 71% de todos os atendimentos realizados pelo hospital.


Especialidades médicas

Referência em Oncologia, o IBCC oferece atualmente o atendimento às seguintes especialidades médicas: Angiologia e Cirurgia Vascular, Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Cirurgia Digestiva e Coloproctologia, Cirurgia Plástica, Cirurgia Torácica, Dermatologia, Ginecologia, Hematologia, Mastologia, Neurocirurgia, Oncologia Clínica, Ortopedia, Radioterapia e Urologia. A vocação do hospital com os cuidados com a saúde feminina se confirma com os 60% dos atendimentos destinados às pacientes de Mastologia, Ginecologia e Cirurgia Plástica (reconstrução das mamas pós-mastectomia).


Atendimento

O IBCC está equipado para prestar os serviços de atendimento ambulatorial, diagnóstico (mamografia, ultrassonografia, raios x, medicina nuclear, tomografia computadorizada e anatomia patológica), internação, cirurgias (centro cirúrgico e cirurgia ambulatorial), Unidade de Terapia Intensiva, radioterapia (externa e braquiterapia), iodoterapia, cuidados paliativos, transplante de células-tronco hematopoéticas (TCTH), quimioterapia e reabilitação psicológica.


Centro de estudos

O Centro de Estudos do IBCC faz escola. A cada ano cerca de 100 profissionais da Medicina, do Brasil e do exterior, vêm a São Paulo para conhecer e aprender o que há de mais inovador e moderno em técnicas utilizadas para o tratamento do câncer. O Centro de Estudos é responsável ainda por diversas teses, estudos e pesquisas feitas sobre a doença, sua prevenção, diagnóstico e tratamento.


15 anos de Campanha

Este ano, além das conquistas físicas do IBCC merecerem comemoração, o hospital também brinda os 15 anos da campanha O Câncer de Mama no Alvo da Moda, que durante este período arrecadou R$ 57,5 milhões para o hospital com a venda de mais de 15 milhões de produtos (camisetas, títulos de capitalização, louças, agendas, etc.). Esse valor foi utilizado para subsidiar parte do tratamento oferecido aos pacientes do IBCC, pelo SUS, e também para ampliar e equipar o hospital.

Para se ter uma ideia, em 15 anos o IBCC ampliou em 14.300 metros quadrados a sua área hospitalar, com boa parte dos recursos advindos da verba arrecadada com a Campanha. O Centro Cirúrgico inaugurado este ano é uma dessas obras, além do Ambulatório SUS, UTI com 10 leitos, nova área de internação (com 25 leitos, totalizando 75 leitos) e setores de Quimioterapia, Radioterapia e TCTH.

Hoje, mais estruturado, o hospital destina a totalidade do valor arrecadado com a Campanha às obras de ampliação do IBCC e compra de novos equipamentos. Em 2009, a Campanha representou 7,38% da receita do hospital. Já as doações de pessoas físicas e jurídicas representaram 6,44% da receita do IBCC.


Câncer no Brasil – Inca

Segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca), os números estimados de câncer em geral e os de maior incidência em mulheres e homens são:

Estimativas 2010 Brasil - Novos casos
Câncer (geral / homens e mulheres) 489.270

Câncer na mulher
1º Câncer de mama 49.240
2º Colo do útero 18.430
3º Cólon e reto 14.800

Câncer no homem
1º Próstata 52.350
2º Traqueia, brônquio e pulmão 17.800
3º Estômago 13.820

Visite o site: www.ibcc.org.br

terça-feira, 1 de junho de 2010

Texto anônimo: Não me manusei...


Não me manusei com mãos sujas;

Não escreva em minhas páginas;

Não rasgue nem arranque minhas folhas;

Não apóie o cotovelo sobre minhas páginas durante a leitura;

Não me deixe sobre cadeiras ou lugares que não sejam meus;

Não me deixe com a lombada para cima;

Não coloque entre minhas folhas objeto algum mais espesso que uma folha de papel;

Não dobre os cantos de minhas folhas para marcar o ponto em que parou a leitura;

Use para isso uma tira de papel ou marcador apropriado;

Terminada a leitura, devolva-me ao lugar certo ou a quem deva guardar-me:

E ajude-me a conservar-me limpo e perfeito e eu o ajudarei a ser feliz.




(Divulgado em folheto, com indicação de todos os sebos do Rio, pelo livreiro Jorge Teixeira, da livraria Império, nos anos 60 e 70)



Imagem:
http://voarcomoospassaros.spaces.live.com/?_c11_BlogPart_pagedir=Next&_c11_BlogPart_handle=cns!4B4C03EA92056DBF!1419&_c11_BlogPart_BlogPart=blogview&_c=BlogPart