terça-feira, 30 de março de 2010

Ração Humana






Racão humana: por que consumir?

De repente, essa combinação de cereais integrais caiu na boca do povo. Trata-se de um suplemento que, apesar de ser muito procurado para afinar a cintura, não foi criado com esse propósito. Veja como e quando apostar na novidade.
Por PAULA DESGUALDO.

Há cinco anos, a terapeuta natural Lica Takagui, de Curitiba, no Paraná, elaborou uma mistura de alimentos nobres, como o trigo, a linhaça, a aveia e a quinua, para assegurar sua saúde e a do seu filho, que estava a caminho. Com supervisão do nutricionista Daniel Boarim, também curitibano, criou a ração humana, hoje principal produto comercializado pela empresa que ela fundou, a Takinutri. A demanda pelo suplemento não parou de crescer: entre janeiro e dezembro de 2009, as vendas subiram de 2 mil unidades ao mês para 20 mil. Hoje, a marca possui mil pontos de venda espalhados pelo país. Já é possível comprar uma versão light, com ingredientes modificados para a dieta de gestantes e diabéticos. Sem falar nas dezenas de adaptações encontradas em feiras e lojas de produtos naturais. Uma busca rápida na internet entrega que o principal foco de quem investe na tal ração é perder peso. “Ela possui uma densidade calórica baixa e promove sensação de saciedade”, confirma Boarim. “No entanto, deve ser usada para melhorar a saúde de um modo geral”, acredita. A mistura é rica em zinco, selênio, vitaminas do complexo B e, principalmente, fibras. “Essa é uma grande vantagem, já que a maioria das pessoas não alcança a quantidade recomendada da substância, que é de 25 gramas diários”, observa Glaucia Pastore, diretora da Faculdade de Engenharia de Alimentos da Universidade Estadual de Campinas, no interior de São Paulo.

Se levarmos em conta sua composição química, pode-se deduzir que a ração humana melhora o funcionamento do intestino, reduz os níveis de colesterol no sangue e dá uma dose extra de energia, ajudando a proteger o corpo de uma série de doenças. Esses efeitos ainda não foram cientificamente avaliados. Mas já tem gente interessada em pesquisá- los no laboratório. “Pretendemos fazer uma parceria com a Takinutri para investigar a ração humana em testes clínicos”, conta Glaucia, da Unicamp.

Segundo Lica Takagui, consumir 2 colheres de sopa da farinha diariamente, o equivalente a 80 calorias, é a medida ideal para aproveitar seus atributos. Os donos da fórmula garantem que seu prazo de validade é de até dois anos em embalagem lacrada — depois de abrir, o período cai para aproximadamente dois meses. No entanto, é importante saber que as versões caseiras ou compradas em saquinho duram muito menos. Se você optar por triturar os ingredientes em casa, prefira consumir na hora ou considere um prazo de 15 dias, mesmo guardando na geladeira.

Para emagrecer, Lica sugere bater a mistura com um suco de frutas e tomar no café da manhã. Mas os especialistas concordam que o ideal é não incluir a ração na dieta por conta própria. “O problema é justamente o uso indiscriminado, sem orientação de um profissional”, pondera a nutricionista Silvia Papini, da Universidade Estadual Paulista, em Botucatu, no interior do estado. Há dois motivos para essa preocupação: as peculiaridades e os objetivos de cada um, além do fato de existirem diversas receitas, com ingredientes bem variados.

Na verdade, não há contraindicações para pessoas saudáveis — a não ser uma baita dor de barriga caso ultrapasse a quantidade sugerida. “Quem tem histórico de problemas no intestino ou acabou de passar por uma cirurgia, no entanto, deve tomar cuidado”, alerta a nutricionista funcional Daniela Jobst, de São Paulo. Sem a devida prescrição, o pó de cereais pode, inclusive, engordar. “Não dá para acrescentá-lo à alimentação sem fazer adaptações”, acredita Daniela. E aí entram em cena escolhas que você já conhece: frutas, hortaliças, carnes magras...

As substâncias que mais se destacam na combinação de cereais integrais são as fibras. Para que elas façam efeito de verdade, não se esqueça de tomar água durante o dia. Caso contrário, a ração humana pode provocar até uma constipação.



Aveia, a primeira da turma
Cereais integrais reduzem a barriga
De grão em grão
Receitas com aveia
Cereais matinais
Cereais do barulho
Complementos
O que ela tem
Faça em casa
Vai bem com...

Fonte: http://saude.abril.com.br/edicoes/0321/nutricao/conteudo_538695.shtml

Odontologia: Acupuntura contra o medo de tratamento odontológico

Acupuntura pode amenizar medo do dentista, sugere estudo

30 de março de 2010 (Bibliomed). Para aquelas pessoas que têm pavor de sentar na cadeira do dentista, pode haver uma esperança de realizar um tratamento dentário sem estresse. A aplicação das agulhas de acupuntura em dois pontos estratégicos sobre a cabeça pode reduzir os níveis de ansiedade em pacientes muito nervosos, segundo estudo recentemente publicado na revista Acupuncture in Medicine.

Avaliando 16 mulheres e quatro homens ansiosos, submetidos à acupuntura durante oito diferentes práticas odontológicas, os pesquisadores notaram que “as agulhas induzem o relaxamento e reduz o medo que paralisa algumas pessoas que enfrentam tratamentos dentais”. A análise dos escores de ansiedade mostrou que o índice caía de 26,5 para 11,5 cinco minutos após a aplicação de agulhas de acupuntura em dois pontos específicos da cabeça. E a terapia funcionou tão bem que todos os participantes conseguiram seguir o tratamento odontológico até o fim.

De acordo com os autores, as descobertas são importantes porque cerca de 5% dos pacientes nos Estados Unidos e na Europa apresentam ansiedade dentária grave - também conhecida como odontofobia -, e de 20% a 30% têm ansiedade moderada. Ultimamente, diversas técnicas têm sido utilizadas para ajudar os pacientes a superarem esse medo e conseguirem se submeter a um tratamento odontológico, como terapia de relaxamento e hipnose, mas essas técnicas requerem muito tempo e habilidades psicoterapêuticas específicas.

Baseados nos resultados, os autores concluíram que a acupuntura “antes do tratamento odontológico tem um efeito benéfico sobre os níveis de ansiedade em pacientes com ansiedade dentária, e pode oferecer um simples e barato método de tratamento”. Porém eles destacam que os resultados precisam ser confirmados em estudos com amostras maiores.

Fonte: Acupuncture in Medicine. 30 de março de 2010.


segunda-feira, 29 de março de 2010

Medicina: Respiração contra a Ansiedade


Respiração diafragmática, uma forma de lidar com um momento de ansiedade

A ansiedade nos protege de ameaça, bem como nos ajuda a organizar ideias, pensamentos e sentimentos. Porém, quando a ansiedade está muito intensa, ela pode levar a pessoa a se sentir paralisada pelo medo, com sensações corporais desagradáveis e pensamentos catastróficos. Neste sentido, a ansiedade está causando prejuízos à própria pessoa.

Para detectar se isto está ocorrendo, a pergunta que você deve fazer é qual o grau de sofrimento que você está tendo em decorrência dela. “A ansiedade está me impedindo de alcançar coisas prazerosas na vida?”. Aí você pensa: “bom posso até mudar minha forma de pensar e agir, mas o que eu faço quando o meu coração dispara, minha respiração fica ofegante, quando eu quero ficar em um lugar e sinto a necessidade de sair correndo ou ainda preciso me movimentar e não consigo?”

Bem, nessa hora o melhor a fazer é começar a respirar com uma respiração diafragmática, ou seja, deixar entrar o ar até o umbigo e esvaziar todo esse ar depois, como se os seus pulmões fossem duas bexigas as quais primeiro você as enche ao máximo e depois as esvazia sem deixar nada de ar dentro delas. Ao fazer essa respiração por apenas quatro vezes, você volta a oxigenar todo o seu corpo e com isso há uma tendência a diminuir a ansiedade e melhorar sua postura corporal.

Esse é o primeiro passo que você pode dar em direção a si mesmo. Começar a prestar atenção em sua respiração. A partir desse passo você estará pronto para olhar à sua volta e começar a conhecer o seu “inimigo” (a ansiedade) a fim de trazê-lo para perto e aprender a lidar com ele, em vez de se deixar dominar por ele. Outras técnicas de relaxamento podem também auxiliar no intuito de tornar claro que ansiedade e relaxamento são estados corporais incompatíveis.

Silvia Scemes é psicóloga colaboradora da Aporta, Amban e Projesq do Ipq- HC- FMUSP, e mestranda do programa de psiquiatria da FMUSP.


Mais no site:

http://oqueeutenho.uol.com.br/portal/2010/03/29/especialista-da-dica-para-lidar-com-ansiedade/

domingo, 28 de março de 2010

Conheça um pouco a Pastoral da Criança


Conhecendo um pouco a Pastoral da Criança
A Pastoral da Criança foi fundada em setembro de 1983 na cidade de Florestópolis, no Estado do Paraná e se converteu no Organismo de Ação Social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Presene em 42 mil comunidades pobres e nas 7 mil paróquias de todas as Dioceses do Brasil.
Por força da solidariedade fraterna, uma rede de 260 mil voluntário, dos quais 141 mil são líderes que vivem em comunidade pobres, 92% são mulheres e, participam permanentemente da construção de um mundo melhor, mais justo e mais fraterno, em serviço da vida e da esperança. Cada voluntário dedica em média 24 horas ao mês a esta missão transformadora de educar as mães e famílias pobres, compartilhar o pão da fraternidade e gerar conhecimentos para a transformação social.
O objetivo da Pastoral da Criança é reduzir as causas da desnutrição e a mortalidae infantil, promover o desenvolvimento integral das crianças, desde sua concepção até os seis anos de idade. A primeira infância é uma etapa decisiva para a saúde, a educação, consolidação dos valores culturais, o cultivo da fé e da cidadania com profundas repercussões por toda a vida.
Desde a primeira experiência, a Pastoral da Criança cultivou a metodologia de Jesus Cristo, que é aplicada em grande escala. No Brasil, em mais de 40 mil comunidades, de 7 mil paróquias de todas as 272 dioceses e preladias. Está se estendeno a 20 países. Estes são, na América latina e no Caribe: Argentina, Bolívia, Colômbia, Paraguai, Uruguai, Peru, Venezuela, Guatemala, Panamá, República Dominicana, Haiti, Honduras, Costa Rica e México; na África: Angola, Guíné-Bissau, Guiné Conakry e Moçambique e na Ásia: Filipinas e Timor Leste.
Desde a sua fundação, a Pastoral da Criança investe na formação dos voluntários e no acompanhamento de crianças e mulheres grávidas, a família e na comunidade.
Atualmente, existem 1.985.347 crianças, 108.342 gestantes de 1.553.717 famílias.
Os resultados do trabalho voluntário, com a místca do amor a Deus e ao próximo, em linha com nossa mãe-terra, que a todos deve alimentar, nossos irmãos, os frutos e as flores, nossos rios, lagos, mares, florestas e animais. Tudo isso nos mostra como a sociedade organizada pode ser protanista de sua transformação. Neste espírito, ao fortalecer os laços que ligam a comunidade, podemos encontrar as soluções para os graves problemas sociais que afetam as famílias pobres.
Como os pássaros que cuidam de seus filhos ao fazer um ninho no alto das árvores e nas montanhas, longe de predadores, ameaças e perigos, e mais perto de Deus, deveríamos cuidar de nossos filhos como um bem sagrado, promover o respeito a seus direitos e protegê-los.
Texto extraído do último discurso da Dra. Zilda Arns Neumann no Haiti pouco antes da sua morte.
Dra. Zila Arns Neumann
Médica pediatra e Especialista em Saúde Pública
Fundadora e Coordenadora da Pastoral da Criança Internacional
Coordenadora Nacional da Pastoral da Pessoa Idosa

sábado, 27 de março de 2010

Imagem do dia


A humildade é um dos mais preciosos bens que podemos possuir.

Justiça: Nardonis condenados

Pronto! Demorou mas provou-se que o casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá foram condenados pela violência brutal que a menina Isabella passou, a qual cuminou na sua morte.
Mesmo eles sendo culpados, não podemos deixar de pensar e colocar em discução sobre a justiça no país, das tantas "Isabellas" que existem e que são agredidas nas ruas, nas escolas, em casa, pelos próprios pais que deveriam dar muito amor, proteção e educação.
Temos que lutar para acabar com os castigos físicos e humilhantes, irradicação do trabalho infantil e buscar esperança e forças para se ter uma fustiça mais justa a todos os casos.
O que me chocou nesse momento de comoção por causa do julgamento do casal Nardoni, foi a histeria representada em festa que uma multidão na frente do forum demonstrou. Não temo que festejar, foi feita a fustiça (isso é ótimo) mas tudo isso aconteceu por uma morte, uma morte violenta e sem presedentes a uma criança. É para se pensar.
André Ribeiro

sexta-feira, 26 de março de 2010

Rita Lee


"Eu tinha 13 anos, em Fortaleza, quando ouvi gritos de pavor. Vinha da vizinhança, da casa de Bete, mocinha linda, que usava tranças. Levei apenas uma hora para saber o motivo. Bete fora acusada de não ser mais virgem e os irmãos a subjugavam em cima de sua estreita cama de solteira, para que o médico da família lhe enfiasse a mão enluvada entre as pernas e decretasse se tinha ou não o selo da honra. Como o lacre continuava lá, os pais respiraram, mas a Bete nunca mais foi à janela, nunca mais dançou nos bailes e acabou fugindo para o Piauí, ninguém sabe como, nem com quem.

Eu tinha apenas 14 anos, quando Maria Lúcia tentou escapar, saltando o muro alto do quintal da sua casa para se encontrar com o namorado. Agarrada pelos cabelos e dominada, não conseguiu passar no exame ginecológico. O laudo médico registrou vestígios himenais dilacerados, e os pais internaram a pecadora no reformatório Bom Pastor, para se esquecer do mundo. Realmente esqueceu, morrendo tuberculosa.

Estes episódios marcaram para sempre e a minha consciência e me fizeram perguntar que poder é esse que a família e os homens têm sobre o corpo das mulheres? Ontem, para mutilar, amordaçar, silenciar. Hoje, para manipular, moldar, escravizar aos estereótipos.
Todos vimos, na televisão, modelos torturados por seguidas cirurgias plásticas. Transformaram seus seios em alegorias para entrar na moda da peitaria robusta das norte americanas. Entupiram as nádegas de silicone para se tornarem rebolativas e sensuais, garantindo sucesso nas passarelas do samba. Substituíram os narizes, desviaram costas, mudaram o traçado do dorso para se adaptarem à moda do momento e ficarem irresistíveis diante dos homens. E, com isso, Barbies de facaria, provocaram em muitas outras mulheres; as baixinhas, as gordas, as de óculos; um sentimento de perda de auto-estima. Isso exatamente no momento em que a maioria de estudantes universitários (56%) é composta de moças. Em que mulheres se afirmam na magistratura, na pesquisa científica, na política, no jornalismo. E, no momento em que as pioneiras do feminismo passam a defender a teoria de que é preciso feminilizar o mundo e torná-lo mais distante da barbárie mercantilista e mais próximo do humanismo. Por mim, acho que só as mulheres podem desarmar a sociedade. Até porque elas são desarmadas pela própria natureza. Nascem sem pênis, sem o poder fálico da penetração e do estupro, tão bem representado por pistolas, revólveres, flechas, espadas e punhais. Ninguém diz, de uma mulher, que ela é de espada. Ninguém lhe dá, na primeira infância, um fuzil de plástico, como fazem com os meninos, para fortalecer sua virilidade e violência. As mulheres detestam o sangue, até mesmo porque têm que derramá-lo na menstruação ou no parto. Odeiam as guerras, os exércitos regulares ou as gangues urbanas, porque lhes tiram os filhos de sua convivência e os colocam na marginalidade, na insegurança e na violência. É preciso voltar os olhos para a população feminina como a grande articuladora da paz. E para começar, queremos pregar o respeito ao corpo da mulher. Respeito às suas pernas que têm varizes porque carregam latas d'água e trouxas de roupa. Respeito aos seus seios que perderam a firmeza porque amamentaram seus filhos ao longo dos anos. Respeito ao seu dorso que engrossou, porque elas carregam o país nas costas.
São as mulheres que irão impor um adeus às armas, quando forem ouvidas e valorizadas e puderem fazer prevalecer à ternura de suas mentes e a doçura de seus corações".

Rita Lee

terça-feira, 23 de março de 2010

Texto: Tocante...

Tocante...

Quando conhecemos, nada se esquece.
Quando se sente, tudo é verdade.
Quando ouvimos, é pura sensação.
Quanto ao recanto, é sempre um momento.

Na vida algo é toável e duradouro e, com a generosidade em dar as mãos, descobrimos a imensa vocação de amar e então, viver.

Se algo tão explendoroso é vivente, diferente é a maneira em que dispomos e agimos, com a conduta única e exclusivamente, honrosa.

Vida! Agitação de sempre pulsar na espera, na busca, no inteiro envolver um com o outro, o que demonstra realçar a pureza do olhar e dos pensamentos que afloram e faz levitar.
Quando alguém chega, porque é marcante.
Quando o choro é inevitável, bonito é a revelação.
Quando alguém diz: "te amo", é porque coração com coração.
Quando é parabéns, tudo é lembrança.
Quando tem amizades, é sempre um relicário imenso de amor.
André Ribeiro

sábado, 20 de março de 2010

Odontologia: Visite regularmente o seu Cirurgião Dentista

Visite seu Cirurgião Dentista regularmente para acompanhar o estado da sua saúde bucal. Se preocupe com a sua saúde bucal, por que ela não é separada da sua saúde geral. Dê valor ao seu sorriso e não se preocupe se você tem medo, vençá-o!

Texto: Não me manusei...


Não me manusei com mãos sujas;

Não escreva em minhas páginas;

Não rasgue nem arranque minhas folhas;

Não apóie o cotovelo sobre minhas páginas durante a leitura;

Não me deixe sobre cadeiras ou lugares que não sejam meus;

Não me deixe com a lombada para cima;

Não coloque entre minhas folhas objeto algum mais espesso que uma folha de papel;

Não dobre os cantos de minhas folhas para marcar o ponto em que parou a leitura;

Use para isso uma tira de papel ou marcador apropriado;

Terminada a leitura, devolva-me ao lugar certo ou a quem deva guardar-me:

E ajude-me a conservar-me limpo e perfeito e eu o ajudarei a ser feliz.


(Divulgado em folheto, com indicação de todos os sebos do Rio, pelo livreiro Jorge Teixeira, da livraria Império, nos anos 60 e 70)

Mensagem do dia: Podemos mais.

Dans le monde où nous vivons nous pouvons beaucoup. Nous pouvons essayer être heureux; aimer quelqu'un; acheter une voiture; sortir dans voyage; flirter; pleurer; sourire; détendre la volonté… Néanmoins, nous pouvons rêver avec ce que nous voudrons, mais ni tout peut être comme nous voulons. Nous sommes limités et plats, incomplets par nature mais une chose c'est réel: nous sommes seuls !

No mundo em que vivemos podemos muito. Podemos tentar ser feliz; amar alguém; comprar um carro; sair em viagem; namorar; chorar; sorrir; relaxar a vontade... No entanto, podemos sonhar com o que quisermos, mas nem tudo pode ser como nós queremos. Somos limitados e chatos, incompletos por natureza mas uPma coisa é real: somos únicos!

quinta-feira, 18 de março de 2010

Influenza A (H1N1): Previna-se!



Influenza A (H1N1)

1. Definição
O que é influenza A (H1N1)?
É uma doença respiratória aguda (gripe), causada pelo vírus A (H1N1). Este novo subtipo do vírus da influenza é transmitido de pessoa a pessoa principalmente por meio da tosse ou espirro e de contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas.
O que significa H1N1?
Hemaglobulina 1 e Neuraminidase 1. Existem vários números, dependendo do tipo de vírus.
Qual a diferença entre a gripe comum e a influenza A (H1N1)?
Elas são causadas por diferentes subtipos do vírus influenza. Os sintomas são muito parecidos e se confundem: febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza. Por isso, não importa, neste momento, saber se o que se tem é gripe comum ou a nova gripe. Deve-se orientar a população a procurar seu médico ou um posto de saúde quando do aparecimento dos sintomas.

2. Transmissão e medidas de prevenção
Como ocorre a transmissão?
O vírus é transmitido de pessoa a pessoa, principalmente por meio da tosse ou do espirro e de contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas. No entanto, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a principal forma de transmissão não é pelo ar, mas sim pelo contato com superfícies contaminadas.
Qual a orientação do Ministério sobre frequentar locais fechados?
A recomendação é evitar locais com aglomerados de pessoas, pois isso reduz o risco de contrair a doença.
-É preciso usar máscara em lugares de grande circulação, para evitar o contágio?
De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a principal forma de transmissão não é pelo ar, mas sim pelo contato com superfícies contaminadas. Por isso o uso de máscaras pela população não é recomendado pelo Ministério da Saúde. Entretanto, quem está doente deve fazer uso de máscara quando houver necessidade de contato com outras pessoas, para não transmitir o vírus.
É possível ser infectado com a influenza A (H1N1) enquanto está com gripe comum?
Não. Um dos motivos para que isso ocorra é a concorrência natural entre os vírus, o que leva à predominância de um em detrimento do outro. Por isso, não há infecção simultânea pelo vírus influenza.
Uma pessoa pode ter influenza mais de uma vez?
Sim, mas não causada pelo mesmo subtipo de vírus e nem em um curso espaço de tempo. Isso porque a pessoa fica imunizada pelo subtipo de vírus depois de ter a doença. Também porque o vírus circula mais em um determinado período do ano (por isso é chamado de sazonal), especialmente no inverno, estação que varia de acordo com o hemisfério do planeta. No caso do Brasil, a circulação do vírus da gripe aumento no período de junho a outubro. Portanto, a probabilidade de uma pessoa contrair gripe nesse intervalo de tempo é maior.
A pessoa que teve influenza cria imunidade ao vírus?
Sim. Esse comportamento é comum em infecções por vírus. Depois de contrair a doença, o organismo humano cria defesas contra o “inimigo”, evitando futuras infecções pelo mesmo vírus.

3. Sintomas
Quais são os sintomas dos casos graves da gripe causada pelo vírus influenza A (H1N1) e que devem ser encaminhados aos hospitais de referência?
Pessoas com febre acima de 38ºC, tosse, dispnéia (dificuldade respiratória), acompanhada ou não de dor de garganta ou manifestações gastrointestinais.
Os profissionais de saúde devem estar atentos aos fatores de risco, que são: idade inferior a dois anos ou superior a 60 anos, imunodepressão (como em pacientes com câncer ou em tratamento para AIDS), pacientes com hemoglobinopatias, diabetes mellitus, obesos (IMC > 35), cardiopatas, pneumopatas, doentes renais e pacientes com outras condições crônicas.
Há possibilidade de o paciente ter a doença e não ter os sintomas?
Sim. Podem ocorrer casos assintomáticos, quando a pessoa tem o vírus no organismo, mas não apresenta os sintomas mais comuns, como febre alta repentina, tosse e dor nas articulações, entre outros.
- Sobre os sintomas, há algum que impreterivelmente esteja presente? Qual seria?
Febre e, em casos graves, além de febre e tosse, há dificuldade para respirar e outros sinais avaliados pelo médico.
A diarreia é um dos sintomas da influenza A (H1N1)?
Algumas pessoas apresentam alterações gastrointestinais, como vômito e diarreia, mas estes são sintomas mais raros.

4. Medidas de biossegurança (ANVISA)
O novo vírus influenza A (H1N1) é transmitido às pessoas mediante o consumo de carne de porco processada ou de outros produtos alimentícios?
Não há evidências de transmissão do vírus influenza A (H1N1) pelo consumo de carne de porco ou de quaisquer produtos alimentícios.
Ademais, os tratamentos térmicos utilizados comumente no cozimento da carne de porco eliminam qualquer vírus potencialmente perigoso e presente em carne crua.
Portanto, é importante que todos os alimentos, inclusive a carne de porco e seus derivados, sejam consumidos bem cozidos. Para que o cozimento seja adequado, a temperatura de 70°C tem que ser atingida em todas as partes dos produtos. As carnes devem perder a aparência rosa ou o aspecto sangrento.

5. Tratamento
A gripe A (H1N1) se cura sozinha ou todos os casos devem ser tratados com antiviral?
A maioria dos casos se apresenta da forma leve e se cura com hidratação, boa alimentação e repouso.
Em casos suspeitos, quem deve prestar o primeiro atendimento ao paciente?
O paciente deve ser atendo na unidade de atenção primária (posto de saúde) mais próxima de sua residência. Se for o caso, a unidade de atenção primária encaminha o paciente aos hospitais de referência.
A pessoa que estiver com suspeita da gripe A (H1N1), ao procurar um posto de saúde, não estaria expondo as outras pessoas? Por que não mandá-la diretamente ao hospital de referência?
Se o paciente apresentar tosse ou espirro e secreções nasais, deve receber máscara cirúrgica, para evitar a transmissão para outras pessoas. Grande parte dos casos de gripe pode ser tratado e acompanhado no ambulatório. Os hospitais de referência devem ser reservados para atender os casos graves.

Disque saúde 0800 61 1997
Ministério da Saúde
Esplanada dos Ministérios - Bloco G - Brasilia / DF
CEP: 70058-900

Fonte: Ministério da Saúde: www.saude.gov.br

terça-feira, 16 de março de 2010

Janela de Juari

Segundo a Janela de Juari a nossa personalidade divide-se em quatro:
  • Aquilo que nós conhecemos e outros também;
  • Aquilo que nós conhecemos, mas os outros não;
  • Aquilo que os outros acham de nós e nós não reconhecemos como nosso;
  • Aquilo que nem nós nem os outros conhecemos de nós próprios.

Por isso, quem conhecerá alguém terá sempre uma dúvida eterna que nem nós nem os outros poderão responder, porque nem nós nem os outros poderemos conhecer verdadeiramente alguém!

sexta-feira, 12 de março de 2010

Sonhos


OS SONHOS ALIMENTAM A VIDA

Os sonhos são como o vento, você os sente, mas não sabe de onde eles vieram nem para onde vão. Eles inspiram o poeta, animam o escritor, arrebatam o estudante, abrem a inteligência do cientista, dão ousadia ao líder. Eles nascem como flores nos terrenos da inteligência e crescem nos vales secretos da mente humana, um lugar que poucos exploram e compreendem.
Moíses, Maomé, Buda, Confúcio, Sócrates, Platão, Sêneca, Abraham Lincoln, Gandhi, Einstein, Freud, Max Weber, Marx, Kant, Thomas Edison, Machado de Assis, Sun Tzu, Khalil Gibran, John Kennedy, Hegel, Maquiavel, Agostinho e muitos outros foram grandes sonhadores.

Estes homens mudaram a história porque tiveram grandes projetos. Tiveram grandes projetos porque viveram grandes sonhos. Seus sonhos aliviaram suas dores, trouxeram esperanças nas perdas, renovaram suas forças nas derrotas. Seus sonhos transformaram sua inteligência num solo fértil.

Deus também sonha? A arquitetura do universo com bilhões de galáxias e seus infinitos fenômenos parece gritar que não apenas existe um Deus por detrás da cortina da existência, como esse Deus tem um grande sonho! No entanto, parece que só os sensíveis ouvem a Sua voz. Descobrir o sonho do Arquiteto da Vida, independente de uma religião, é a responsabilidade e talvez o maior desafio de cada ser humano.

Augusto Cury em seu livro "Nunca desista de seus sonhos".

quinta-feira, 11 de março de 2010

Imagem de hoje: Liberdade

A liberdade existe para que saibamos aproveitá-la para uso próprio e coletivo, porque na verdade se analisarmos não somos intermante livres, mas correr atrás.

sábado, 6 de março de 2010

Video: A história de uma gata

video

Esse video é uma versão moderna da música "A história de uma gata" dos Grupo Saltimbancos.

quarta-feira, 3 de março de 2010

Dica de sáude: Dance...


Dançar


1 - A dança traz elasticidade e flexibilidade ao corpo. Podemos fazer movimentos mais bruscos sem que haja dores no local.


2 - Assim como alguns exercícios específicos na academia, a atividade proporciona fortalecimento à musculatura do corpo.


3 - A dança, seja qual for, ajuda a queimar algumas calorias.


4 - Dançar colabora no desenvolvimento da consciência corporal. Quanto mais você conhece o seu corpo, mais habilidade terá para fazer o exercício.


5 - Dançar tango pode amenizar os sintomas do mal de Parkinson. O exercício auxilia no aprimoramento da coordenação motora.


6 - As aulas de dança ajudam na socialização dos condidatos, fazendo que todos os dias eles conheçam um par diferente.


7 - Sair de casa, conhecer novas pessoas, trocar experiências e dançar são ótimas opções para acabar com a timidez e, até mesmo,combater a depressão.


8 - A atividade proporciona leveza e bem-estar. Portanto, é muito mais fácil encarar as dificuldades do dia a dia com disposição e bom humor.


9 - O exercício eleva a autoestima e, consequentemente, ajuda a desenvolver a confiança e a criatividade.


10 - Geralmente indicada para fazer duas vezes por semana, a atividade é acessível ao bolso do participante.


Fontes: Marcelo Ramos, coordenador e professor de ginástica da Academia To Spin & Bog Ball (SP); Revista Vida Natural e Equilíbrio, número 34, seção: 10 motivos para... por Suzana Mattos.

Mensagem


"Deus move o céu inteiro naquilo que o ser humano é incapaz de fazer. Mas não move uma palha naquilo que a capacidade humana pode resolver."

terça-feira, 2 de março de 2010

Sugestão: Vida



E veja dicas, sujestões que cada pessoa possa fazer para fazer um mundo melhor preservando o meio ambiente.

Vale a pena conferir.